Junta de Freguesia de Minde

CAORG

CENTRO DE ARTES E OFÍCIOS

ROQUE GAMEIRO


Quem somos, estará sempre ligado ao que outros foram antes de nós.

Criado em 1986 na sequência do encerramento do Museu Roque Gameiro (1970-1980) tem procurado aliar a tradição e a memória com a contemporaneidade.

Desta ligação resultou a adopção natural do aguarelista Alfredo Roque Gameiro, como patrono.



CENTRO DE ARTES E OFÍCIOS ROQUE GAMEIRO

Uma casa onde moram valores tradicionais e modernos


A nossa associação escolheu como patrono o mestre aguarelista Alfredo Roque Gameiro, estreitando uma ligação umbilical desde sempre presente, entre o ilustre filho de Minde e todos os habitantes desta terra. Entendeu naquela altura um grupo de mindericos que o nome e os feitos dos nossos avós são a matéria-prima a partir da qual se haveria de construir um futuro bem alicerçado, e meteram mãos à obra, idealizaram uma casa que albergasse o espólio material do nosso estimado antepassado, e o espólio imaterial existente que interessava preservar e dar a conhecer aos vindouros. Uma casa onde morassem os valores tradicionais e os da modernidade.


O Museu Roque Gameiro, que funcionava na velha casa de seus pais, sem as condições adequadas à nobreza das obras aí expostas, encerrou rapidamente. Na sequência deste encerramento, constitui-se a nossa Instituição declarada de Utilidade Pública, sediada em Minde, e que desenvolve actividades de cariz cultural assentes na preservação, caracterização e promoção dos valores da sociedade em que se insere, procurando aliar a tradição e a memória aos valores da contemporaneidade. Os oito pólos da nossa instituição estão organizados em três vertentes:



A PRESERVAÇÃO E TRANSMISSÃO DE VALORES RELEVANTES

e das heranças e saberes tradicionais, nunca perdendo de vista o lema “Honra teus Avós” como um farol que nos guia, onde se inserem.


PreviousPróximo

O Atelier de Tecelagem das verdadeiras mantas de lã de Minde tem três teares manuais em funcionamento e um jovem tecelão, apto a dar formação a outros tecelões que connosco queiram trabalhar. A procura e o incremento do interesse por produtos modernos e actuais, mas de origem artesanal, feitos a partir do tecido, dos padrões e das cores das nossas mantas, conduziram a uma renovada aposta, por parte do CAORG. Procurar revitalizar esta actividade poderá dar um outro ânimo a uma vila exausta e a precisar de reencontrar o seu destino colectivo.


A Piação dos Charales do Ninhou – A língua Minderica começou por ser uma linguagem de prevenção e de defesa usada por extractos sociais específicos e em contextos específicos. A pouco e pouco acabou por se enriquecer com novas palavras, de tal forma, que é possível utilizá-la em qualquer contexto. E, quando os Mindericos se juntam, fora de Minde, é ouvi-los, sabedores de que não são entendidos! … “ Os charales são antónio forno quando jordem ao joão das penhas para uma da marroa e troquem a neto algum cousa. Piem à modeia e jordem o seu remexido. Os outros covanos jordem as caçoas, mas é tudo dideza, não penetrem a piação”. (consulte o dicionário e traduza).


O Museu de Aguarela Roque Gameiro, foi inaugurado em 2009, está instalado num edifício contemporâneo de Alfredo Roque Gameiro e foi objecto de obras de restauro e reabilitação, de modo a estar preparado para receber com honra e dignidade o espólio do Mestre. Trata-se de uma pequena jóia arquitectónica projectada por Roque Gameiro e Raúl Lino, modesta como foi toda a vida do pintor, mas cuidada e requintada como a sua obra. A exposição é exclusivamente dedicada à aguarela, com rotatividade (de 4 em 4 meses) das peças expostas, em temas diferenciados. O papel da colecção das obras de arte do pintor Alfredo Roque Gameiro não se resume somente à sua exposição, mas é pertinente também a outros níveis – apoiando o ensino, criando visibilidade e atraindo visitantes ao nosso concelho, sendo guardiã das memórias que nos definem. O Museu foi certificado pela Herity International, organismo oficial sediado em Roma e reconhecido pela UNESCO. Os jardins do Museu convidam à calma e à contemplação.




A DIVULGAÇÃO DAS ARTES

Esta é uma das traves-mestras sobre a qual assenta um dos principais interesses e a grande aposta no futuro que o Centro de Artes e Ofícios Roque Gameiro preconiza.

Porque entendemos que através da Arte é possível formar jovens humanamente melhor preparados, mais cultos, mais íntegros, mais sensíveis aos outros e à natureza, mais felizes. Nesta área procuramos fomentar o ensino artístico, nos seus diversos ramos.


O Conservatório de Música Jaime Chavinha, com ensino em todos os ciclos do ensino básico e secundário, tem reconhecimento oficial definitivo e paralelismo pedagógico.  Aos alunos proporciona-se uma formação específica ao nível musical geral e instrumental, de maneira a adquirirem competências que lhes permitam o ingresso no ensino superior  ou o acesso ao mercado de trabalho, na área da música. No entanto, alguns pretendem apenas uma formação musical de qualidade e, aqui, encontram um espaço de formação que os tornará cidadãos culturalmente activos – enquanto músicos amadores e ou constituintes de um público musicalmente consciente. O Conservatório tem desempenhado um papel fundamental na formação dos seus alunos, bem como na dinamização cultural e artística de Minde e da região.


O Atelier de Dança, clássica (Ballet) que dá formação a crianças, jovens e adultos. A  prática da dança melhora a postura, a condição física, a tonicidade dos músculos e o controle muscular, trabalha aspectos como a musicalidade e a coordenação motora, desenvolve o sentido estético e os níveis de atenção, promove a disciplina e a concentração.


O Atelier de Desenho e Pintura é herdeiro do ambiente familiar da casa de RG. Lá, na casa de RG, os filhos, desde muito pequenos, desenhavam e pintavam num ambiente feliz, onde se respirava arte e o amor por ela. Nesta senda, o Atelier de Desenho e Pintura, para diferentes escalões etários, dá a conhecer novos talentos e novos caminhos estéticos, tanto para amadores como para profissionais.


O Atelier de Restauro, tem especial enfoque no restauro de papel. A preservação do  nosso património artístico é uma das grandes tarefas e prioridades do CAORG. Os perigos que ameaçam a existência da nossa herança cultural convidam-nos a concentrar os esforços para os guardar e para os proteger, de forma perdurável.


O Coro de câmara “Charales Chorus”, verdadeiro emblema da nossa colectividade, pela visibilidade que proporciona e pela qualidade e encanto das vozes que nos representam por todo o país e também fora dele. A promoção dos laços interpessoais, no sentido de consolidar a construção da ideia de comunidade, a promoção e a integração de novos elementos, o fomento de acções concretas de carácter colectivo capazes de promover a cooperação entre grupos, têm sido objectivos atingidos.





UMA APOSTA CLARA NA FORMAÇÃO

Está subjacente a todas as actividades do CAORG e consideramos ser fundamental para dar sustentação a tudo o que desenvolvemos.

A intervenção do CAORG procura atingir os objectivos que levam ao desenvolvimento do património humano e social ao qual se dirige, e ao desenvolvimento do território onde está inserido. Assume formas e meios bastante diversos, representando várias vertentes de intervenção. É nesta abrangência que procuramos identificar o carácter colectivo das nossas actividades, procurando que tenham um interesse alargado a uma camada vasta da população, trazendo a Arte à população de Minde e arredores, não incentivando elitismos, e ao mesmo tempo realçando a individualidade de cada interveniente e incentivando o bem comum, numa corrida desenfreada contra o esquecimento e a apatia. As nossas actividades envolvem todos os públicos, mas é com os mais novos que fomentamos a sementeira.




Website: www.caorg.pt


Horários


Museu de Aguarela Roque Gameiro

3ª Feira a Domingo

Manhã: 10h às 12:30

Tarde: 14h às 18h


Atelier de Restauro

3ª Feira a Domingo

Manhã: 10h às 12:30

Tarde: 14h às 18h


Atelier de Desenho e Pintura

4ª Feira – Curso de Artes (desenho, técnicas mistas, aguarela e terracota) por professores qualificados

Turma de jovens: 16h às 18h

Turma de adultos: 18h às 20h


Atelier de Tecelagem

2ª Feira  a 6ª Feira

10h às 12:30 – as visitas deverão ser marcadas previamente


Piação dos Charales do Ninhou (aulas na sede do CIDLeS)

4ª Feira

21h às 22:30 – ver outros horários na Escola Básica 2/3 de Minde


Charales Chorus

3ª Feira e 5ª Feira

21:30 às 23:30


Conservatório de Música

2ª Feira a Sábado

10h às 21h


Atelier de Dança

3ª Feira e 5ª Feira

16h às 21:30

  • Partilhar 

© 2022 Junta de Freguesia de Minde. Todos os direitos reservados | Termos e Condições